Política

Munícipes cobram investimentos em rodovias durante audiência pública do Orçamento promovida pela Alesp, em Itapeva

Escoamento da produção de agricultores foi debatido durante encontro com parlamentares

A manutenção de estradas da região sudoeste do Estado foi a principal demanda discutida durante a audiência pública do Orçamento estadual para 2022 promovida pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em Itapeva, nesta segunda-feira (30/8).

O encontro, que serve para que as principais demandas apresentadas pela população possam ser incluídas no Orçamento do Estado para o próximo ano, foi presidida pelo deputado Alex de Madureira (PSD) e contou com a participação dos deputados Gilmaci Santos (Republicanos), Paulo Fiorilo (PT), Edson Giriboni (PV) e Frederico d'Avila (PSL).



Durante o encontro, o presidente da Câmara de Itapeva, vereador José Comeron, abordou o antigo pleito de agricultores da região, que é o projeto de duplicação da rodovia SP-258, que liga os municípios de Itararé e Capão Bonito. De acordo com a população, a duplicação é essencial para o avanço da produção regional.

O deputado Edson Giriboni, que é autor da Frente Parlamentar pela Duplicação da Rodovia Francisco Alves Negrão (SP-258), falou sobre os planos do governo para a rodovia. "Criei a frente parlamentar para mobilizar a região e para mostrar para o Estado a importância dessa obra para o desenvolvimento da região sudoeste. O primeiro passo é o projeto executivo que já está aprovado pela Artesp", afirmou.

Prefeito de Itapeva, Mário Tassinari afirmou que "a SP-258 é prioridade para todos os municípios da região e vai beneficiar muito na escoação agrícola".

Além da duplicação da SP-258, os participantes também solicitaram recursos para adequação de estradas vicinais e rodovias que ligam as zonas rurais aos munícipios. "As estradas são terríveis para escoar nossos produtos. Não se tem desenvolvimento em uma região com pistas simples e pedágios caríssimos", disse o vereador Comeron.

O deputado Paulo Fiorilo levou dados a respeito dos repasses feitos pelo governo estadual no último ano e fez coro aos pedidos dos munícipes. "Existem diversas outras estradas da cidade que precisam ser asfaltadas", afirmou.

Carlos Werneck, que é agricultor da região, solicitou também maiores investimentos em comunicação e tecnologia para a produção de agricultores familiares da região. "A agricultura familiar tem um espaço muito grande para crescer e nossa região pode fazer isso", disse.

Em sua fala, Frederico d'Avila criticou as grandes indústrias que plantam na região, mas que, segundo o parlamentar, não geram emprego e renda. "Precisamos de uma política de distribuição do ICMS em que 50% fique no município da indústria e 50% volte para o município onde estão as florestas", afirmou.

Saúde

Os moradores de Itapeva também levaram à reunião o pedido para a criação de um novo Departamento Regional de Saúde (DRS), responsável pelo controle de aplicação de recursos estaduais e federais do SUS, para a região. Atualmente, a Região Administrativa de Itapeva faz parte do DRS de Sorocaba, o que acarreta, segundo os moradores, na baixa oferta de serviços para os municípios.

"Não temos uma DRS aqui, então demora-se muito para a realização de exames. Temos apenas duas vagas de ressonância para 32 municípios porque não temos um DRS para a região.", afirmou a vereadora de Itapeva Débora Marcondes.

O vereador Ronaldo Pinheiro também solicitou recursos para a saúde da região. "Precisamos de aumento nas vagas de hemodiálise e de oncologia, para que toda a população seja atendida no nosso município e não precisem viajar mais de 200 km para fazerem esses atendimentos", disse.

Deixe um comentário