Saúde

Primeiro AME Mulher de SP é entregue com capacidade para 1,1 mil consultas e cem cirurgias por mês

Tarcísio de Freitas entrega unidade de atenção exclusiva à saúde feminina no Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros, referência na zona leste da capital

O governador Tarcísio de Freitas inaugurou nesta segunda-feira (30), na capital, o primeiro Ambulatório Médico de Especialidade (AME) do estado para atenção exclusiva à saúde feminina. O AME Mulher vai funcionar no Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros, no Belenzinho, zona leste de São Paulo, e atender pacientes de todas as idades, desde a fase pré-puberdade até a menopausa. A unidade tem capacidade para 1,1 mil consultas e mais de cem cirurgias de pequeno e médio porte por mês.

"A gente discutia com a secretaria da Saúde a possibilidade de termos espaços exclusivos e dedicados ao cuidado da saúde da mulher. E isso agora está se tornando uma realidade", disse o governador Tarcísio de Freitas. "E a experiência bem sucedida daqui vai aperfeiçoar esse modelo que nós vamos levar para todo o estado de São Paulo. É o cuidado da saúde da mulher que ganha espaço e ganha corpo no dia de hoje", acrescentou Tarcísio.

A cerimônia também reuniu o secretário estadual de Saúde, Eleuses Paiva, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, deputados, vereadores, médicos e profissionais do setor. Com investimento de R$ 6,5 milhões, o Governo de São Paulo reforça as ações estaduais para ampliar e melhorar as políticas públicas de proteção e cuidados com a saúde da mulher.

O AME Mulher tem 17 consultórios e um espaço exclusivo para telemedicina. Há quatro salas de apoio para equipe multiprofissional, duas salas para colposcopia, cinco salas para exames de imagem, um laboratório de coleta, uma sala de cardiotocografia, uma sala para vacinação, um consultório odontológico e um centro cirúrgico ambulatorial com duas salas de operação e três macas de recuperação pós-anestésica.

O atendimento será feito por uma equipe multidisciplinar com médicos, enfermeiros, assistentes sociais, nutricionistas, psicólogos e outros profissionais de saúde. O AME Mulher também vai reunir especialistas em medicina fetal, ampliando o acesso das gestantes a exames e a qualidade dos procedimentos de pré-natal.

"Esta unidade traz dois importantes serviços, fundamentais para a saúde. O primeiro é o centro de medicina fetal, para poder dar atendimento não só à gestante, mas também ao feto. O segundo, tão importante quanto esse, é a discussão do planejamento familiar, com um centro de reprodução humana. Nós estamos aumentando o acesso das pessoas ao serviço público de saúde e, mais do que isso, aumentando o acesso com qualidade, dando eficiência ao gasto público" afirmou o secretário Eleuses Paiva.

O AME Mulher ainda vai oferecer serviços terapêuticos e exames de apoio diagnóstico, como ultrassonografias e mamografias, além de cirurgias ambulatoriais como laqueaduras, histeroscopias e laparoscopias. Todas as pacientes atendidas na unidade serão encaminhadas pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), com regulação via Central de Regulação (Cross).

Deixe um comentário