Economia

Procon orienta que ossos de boi sejam doados, e não vendidos: 'Desumano'

Os Procons estão emitindo uma recomendação para que mercados e açougues não comercializem ossos de boi, e efetuem apenas doações do produto à população.

A medida tomada foi necessária depois que alguns açougues foram flagrados nas redes sociais cobrando até R$ 6 por cada quilo de osso.

A cobrança por osso representa infração no Código de Defesa do Consumidor. Até então, segundo o órgão, o osso de boi era doado à população.

Caso os estabelecimentos continuem vendendo osso de boi, estarão infringindo o artigo 39 da Lei 8.078/90, que proíbe ao fornecedor de produtos e serviços, dentre outras práticas abusivas, exigir do consumidor "vantagem manifestamente excessiva".

Deixe um comentário